terça-feira, 29 de novembro de 2011

Motocicleta estilo bobber Summertime


A década de 1960 foi marcada pelas cores e movimentos pacifistas como o Flower Power. O Festival de Woodstock entrava para a história e o Rock’n’Roll deixava de ser apenas mais um estilo musical para virar manifestação política. Essa é a época a qual remete a Summertime, uma das motocicletas no estilo bobber apresentadas pela fabricante italiana Headbanger na última edição do EICMA, o Salão de Milão, que aconteceu entre os dias 9 e 13 de novembro, na cidade italiana.

Com nome alusivo a uma das canções de Janis Joplin, Summertime tem um tanque termina antes da mesa de direção. O banco baixo e “pendurado” com as molas à mostra e os guidões pouco curvados - cuja altura pode ser regulada – deixam um pouco de lado o conforto, mas não a personalidade.

Os espelhos podem ser virados para baixo e até mesmo removidos. Opção indicada quando o piloto estiver usando as regulagens mais altas do guidão, que conta com ajuste telescópico.

Na iluminação, a mesma simplicidade que envolve todo o projeto da moto. Farol e lanterna são redondos e espartanos – sendo que a luz de freio e a lanterna estão incorporadas ao suporte da placa.

Já os paralamas, adornam rodas estreitas na frente e atrás, sendo que a traseira traz como opcional uma quase insignificante sissybar que mais parece uma tira de arame sobre o pneu. Esses detalhes criam a ilusão de que a moto foi feita nos fundos de uma oficina com peças que estavam à mão.

Pintura Rock’n’Roll

A Summertime está disponível em dois esquemas de cores, mas ambos com pintura viva e chamativa que a deixam distante de qualquer modelo produzido em série. Uma delas, em tons de azul, vermelho e amarelo dá a impressão de uma moto feita especialmente para um fã da voz rouca da cantora norte-americana que imortalizou o hit que dá nome ao modelo. As flores estilizadas, que podem ser percebidas na pintura azul, são o principal símbolo do movimento hippie.

Já a outra opção de cor, é uma nítida homenagem a outra figura mítica do Rock’n’Roll. A mistura de laranja e verde com desenhos de mandalas trazem da memória o figurino usado por Jimi Hendrix, que é tido como um dos melhores guitarristas de todos os tempos, em seus shows.

As cores eram estampas recorrentes nas camisas e bandanas que acompanhavam o músico, cujo nome de um dos seus maiores hits, Foxy Lady, também batiza outro modelo da Headbanger. Música, aliás, é referência recorrentes para a marca. Além de Summertime e Foxy Lady, uma de suas motos leva o nome de Woodstock Boogie, canção da banda Canned Heat, outra banda que tocou em Woodstock.

Máquina do tempo

Se o conceito de uma moto vinda do passado está presente no design e no nome, o motor da Summertime não poderia ser diferente. O V2 de 1530cc refrigerado a ar abre mão da tecnologia ao incorporar um carburador ao invés da injeção eletrônica de combustível. O propulsor fabricado pela S&S termina em dois canos de exaustão que, por sua vez, acabam em uma única saída de escapamento no lado direito da moto.

O câmbio da Summertime tem cinco velocidades e conta com transmissão primária tipo belt drive e a transmissão final por corrente. Tudo montado em um quadro tipo softail. Os freios são a disco de 292 mm de diâmetro equipados com pinças de quatro pistões, sendo que essa configuração é a mesma para ambas as rodas.

Um dos itens personalizáveis desta Headbanger é a suspensão dianteira. Disponível em duas configurações, o comprador pode optar por um conjunto convencional, com garfo telescópico de 41 mm de diâmetro, ou então por outro garfo com sistema springer com a mola central e aparente.
Feitas à mão

Com sede em Milão, a Headbanger nasceu em 2010 com o propósito de fabricar motocicletas artesanalmente com motores V2 americanos e sem equipamentos eletrônicos incorporados. Headbanger é também o nome em inglês para a dança com a cabeça que se tornou coreografia obrigatória nos shows de heavy metal. Daí a ligação entre o ritmo e a marca que, inclusive, já batizou modelos com os nomes de Woodstock Boogie e Foxy Lady. Músicas tocadas pela banda Canned Heat e por Jimi Hendrix, respectivamente.

Assim como diversas outras montadoras, a Headbanger tem uma coleção de itens de vestimenta, como jaquetas e capacetes que levam o nome da marca. Entretanto, o que mais foge do comum entre todos os produtos licenciados é a cerveja.

A Headbanger Old School Ale, Primitive Bikers Beer é uma cerveja de cor avermelhada que segue a mesma proposta “sem frescura” da marca. Disponível em uma versão leve e outra mais encorpada, a cerveja é indicada para motociclistas e, como a própria marca define, “para todas as pessoas que amam os maus hábitos”.









Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário

-Os comentários do blog são moderados
-Só publique comentários relacionados ao conteudo
-Comentários anônimos ou com palavrões não serão publicados
-Não coloque links que não tem nada a ver com o conteudo
-Os comentários não refletem a opinião do autor



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © Batalha X - Todos os direitos reservados
Design by Batalhax