sábado, 10 de dezembro de 2011

Como curar ressaca


Definitivamente quem tem costume de beber além da conta (final de ano), acaba sentindo os efeitos da ressaca, amiga de todo dia seguinte após uma bebedeira ela é a principal dor de cabeça dos bebedores. Provavelmente você já saiba o que é ressaca, mas como curar a ressaca?
Popularmente ressaca é o nome dado aos efeitos ou sintomas que um individuo sente no dia seguinte após tomar várias bebidas (ou uma única várias vezes) alcoólicas. Na verdade a ressaca é um período de abstinência onde o corpo quer receber mais álcool e não recebe, funciona mais ou menos assim, o organismo recebe alimentos e líquidos e trabalha para metaboliza-lo e transforma-lo em energia, quando o corpo recebe álcool o mesmo processo ocorre porém, o organismo precisa trabalhar mais forte e acelerado para tentar metabolizar o álcool e distribuí-lo na corrente sanguínea para todo o corpo.

Como curar ressaca rápido

Quando o álcool chega ao cérebro o individuo começa a sentir sensações de relaxamento e embriaguez, este é o momento de intoxicação, onde o fígado começa a trabalhar mais forte e outros órgãos começam a acompanha-lo, quando o trabalho acaba o organismo continua querendo receber álcool e fica em “depressão” (por não receber), isto ocorre também nos outros órgãos envolvidos e acaba causando transtornos no metabolismo.

Como resultado o individuo começa a sentir enjoo, diarreia, sensibilidade a luz, cansaço e principalmente dor de cabeça.

Como curar ressaca?

Muita gente pensa que tomar cerveja no dia seguinte a bebedeira ajuda curar a ressaca, mas na verdade beber mais apenas adia o inevitável, você sentirá novamente os sintomas da bebida, amenizando a dor de cabeça (e outros sintomas) mas quando o efeito passar você irá sentir a ressaca, talvez ainda mais forte. O café também não cura a ressaca, ele vai diminuir a dor de cabeça e até a fadiga mas passado o efeito a ressaca volta normalmente.

Para curar a ressaca você deve ingerir bastante liquido, comer banana (potássio), sucos de frutas (frutose) e ovos (cisteína) ajudam a hidratar e suprir as necessidades energéticas do corpo, é claro que você não vai curar a ressaca de uma hora pra outra mas isto ajudará a se curar a ressaca mais rápido. O melhor remédio para curar a ressaca é o tempo, este é infalível, principalmente porque o álcool que entrou no corpo precisará sair e uma vez dentro o organismo precisará metaboliza-lo e isto leva tempo.

Como evitar a ressaca?

Para não sentir os efeitos da ressaca basta o individuo respeitar os limites de seu corpo, se você costuma beber 2 doses e não sente sintomas de embriaguez ou ressaca provavelmente seu limite seja 2 doses. É ideal que o individuo alimente-se bem antes e enquanto estiver bebendo, os alimentos vão ajudar a diminuir a proporção de álcool metabolizado, com isso o álcool demorará mais tempo para chegar na corrente sanguínea.

A ressaca é diferente dependendo da bebida?

Na verdade o que determina a quantidade de sintomas que a ressaca irá causar é a quantidade de álcool ingerido, existem bebidas com maior teor alcoólico, bebidas destiladas e bebidas fermentadas. Quanto mais teor alcoólico mais intoxicação e por isso uma ressaca maior. Bebidas destiladas costumam causar efeitos mais rápidos, por isso, é bom beber com responsabilidade.

Ressaca: verdades e mentiras que confundem muita gente

Se você já exagerou na bebedeira, provalmente sabe que o dia seguinte pode ser uma tortura. Junto com a dor de cabeça e a desidratação, uma ressaca pode causar problemas intestinais e deixar você de cama por um bom tempo. Mas existem ideias que não passam de mito quando o assunto é o exagero de álcool. Veja o que é verdade e o que não tem comprovação nenhuma na lista abaixo e fique esperto na próxima saída com os amigos!

1 – As mulheres sofrem mais do que os homens com a ressaca (verdade)
Na maioria dos casos, as mulheres, além de ter menos resistência ao álcool, sofrem mais quando estão de ressaca. Isso acontece porque o metabolismo delas é mais lento do que o dos homens, o que significa que os sintomas demoram mais pra ir embora. Além disso, o fígado feminino é mais sensível do que o masculino, ou seja: o álcool tem seus efeitos ampliados nas mulheres, mesmo que seja consumido em menores doses.

2 – Tomar uma colher de azeite antes de beber diminui a absorção de álcool (mentira)
Diz a lenda que tomar uma colher de óleo antes da balada ajuda a “forrar” o estômago com uma camada de óleo, o que diminuiria a absorção de álcool pelo organismo. Esse cuidado, no entanto, não tem nenhum efeito, já que o azeite pode até pior o enjôo que sentimos quando ingerimos muita bebida alcoólica. O melhor, nesse caso, é procurar se alimentar bem antes de beber.

3 – Fumar beber amplifica os efeitos do álcool (verdade)
A combinação cigarro e álcool é desastrosa para o corpo. A fumaça do cigarro que vai para os pulmões atrapalha a absorção de oxigênio, deixando o organismo mais vulnerável a intoxicações. E com a falta de oxigênio, todo o corpo tem suas funções alteradas, inclusive o fígado e o sistema nervoso, partes que mais sofrem com os efeitos do álcool. Por isso a ressaca de quem bebe e fuma costuma ser ainda pior.


4 – Tomar café puro acelera a recuperação (mentira)
Uma das receitas caseiras mais famosas para acabar com a ressaca é tomar um café forte, sem açúcar para estimular o corpo. Mas a bebida só vai fazer efeito se estiver com açúcar, já que a glicose ajuda a quebrar o álcool que está no sangue, acelerando o processo de desintoxicação do organismo. O café, apesar de ter efeito estimulante, mas não ajuda a metabolizar o álcool”, diz Polyana Esteves.

5 – Consumir comidas gordurosas no dia seguinte atrapalha a recuperação (verdade)
Durante uma ressaca, o fígado está sobrecarregado tentando metabolizar a grande quantidade de álcool ainda existente no corpo. Colocar mais alimentos que dão trabalho ao fígado só vai atrasar mais a eliminação das toxinas do álcool. Por isso, o ideal é apostar em alimentos leves que serão fáceis de digerir.


6 – Vinho causa uma ressaca mais intensa do que a cerveja (verdade)
O vinho tinto contém uma substância chamada tanino, um polifenol que pode causar dor de cabeça em algumas pessoas. Somado à desidratação causada pelo álcool, os taninos podem tornar a dor de cabeça muito mais intensa do que o normal. Outras bebidas que contém esse tipo de polifenol são o uísque e os licores maltados.

7 – Comer massa depois da bebida e antes de dormir diminui os sintomas (mentira)
Comer qualquer alimento logo depois da bebedeira não vai ajudar em nada e ainda pode aumentar o enjôo. A refeição deve ser feita antes ou durante a ingestão de bebidas alcoólicas para ter qualquer efeito. Além disso, enquanto a comida ajuda a desacelerar a absorção de álcool pelo corpo, comidas ricas em gorduras são as que fazem isso melhor. Então, antes de tomar sua primeira rodada de cerveja, consuma um bife de carne vermelha em vez de um macarrão (carboidratos), que aí talvez você escape de uma ressaca.

8 – Água é a melhor aliada para combater e prevenir a ressaca (verdade)
O melhor modo de amenizar e tratar os efeitos da ressaca é hidratar o corpo. Por isso, a água é uma ótima opção, e deve ser consumida não só durante uma ressaca, mas também quando estamos ingerindo bebidas alcoólicas.

9 – Tomar mais bebida alcoólica melhora a ressaca (mentira)
Pois é, há quem acredite nisso. Aquela velha história de que tomar mais álcool ajuda a curar a ressaca é um dos piores erros para aliviar o desconforto. O seu corpo já está tentando se livrar do álcool, e ingerir mais dessa substância pode até trazer alguma sensação de bem estar no começo, mas logo vai piorar os sintomas e atrasar a recuperação.

10 – Remédios ajudam a diminuir os sintomas (verdade)
Alguns remédios, como analgésicos, realmente fazem efeito. Eles afinam os vasos sanguíneos, afastando a dor de cabeça e a sensação de enjoo. Mas jamais consuma remédios com bebidas alcoólicas, como se os medicamentos tivessem ação preventiva. Eles podem reagir com a bebida e causar problemas como tonteira, vômito, perda da coordenação motora e redução dos reflexos, entre outras reações mais graves.

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário

-Os comentários do blog são moderados
-Só publique comentários relacionados ao conteudo
-Comentários anônimos ou com palavrões não serão publicados
-Não coloque links que não tem nada a ver com o conteudo
-Os comentários não refletem a opinião do autor



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © Batalha X - Todos os direitos reservados
Design by Batalhax